Grupo IDEAL André Luiz
HOME LIVRARIA VIRTUAL CONTATOS

Grupo de Ideal Espírita André Luiz

BENEVOLÊNCIA
Sou apenas um servidor da nossa Casa e da nossa Causa.
E os benfeitores que nos assistem me aconselharam a efetuar uma pesquisa na assembléia que nos honra e insiste sobre o meu assunto que é na atualidade um tema polemico.
Fiz a pesquisa incluindo o meu interesse no caminho de alguns irmãos desencarnados presentes e julguei de bom alvitre incluir as respostas que recebi e minhas fraternas indagações.
Em vista disso passo à minha modesta colaboração.

Cornélio Pires

Aqui segue o que vos quero dizer:

Costa Queiroz homem justo,
Alto nome da cidade,
Falou: Agora podemos
Estudar mediunidade.

Estava ali muita gente,
No lindo e vasto salão,
Queria todas ser médiuns,
Na grande reunião.

Querido disse: mediunidade
No que se deve aprender,
Mediunidade é problema
Que nos cabe resolver.
Queiroz prossegue: Faculdade
Pode vir com o nascimento,
Entretanto, melhorar-se
Exige duplo diploma,
“Serviço e merecimento...
Deve o médium ser bondade,
Auxiliar sem pedir,
Ser exemplo com Jesus,
Sofrer, amar e servir.

É justo que um médium seja
Pedaço de perfeição,
Com doutrina na cabeça
Sempre amor no coração.

Nesse ponto começou algum desentendimento e a pesquisa de que falo, muito mais se fez precisa.
Demos assim as respostas que colhemos no momento!

Disse Maria de Freitas:
– “Sou médium e lavadeira,
Ganho tostão a tostão,
Sem o dinheiro apurado,
Como compro o meu sabão?

Disse Herculano Amorim:
– “Sou médium e motorista,
Carro novo me domina,
Mas sem serviço e dinheiro
Como pago a gasolina?
Explicou Dona Antonina:
– “Sou viúva, mãe e médium
Trabalho só por favor,
O médium, segue o trabalho,
Se deve agir por amor?

Falou Luzia Seabra:
– “Mediunidade a meu ver,
Tem muitos lances e tons
Chega de espíritos maus
Queremos os que são bons.

Depois nos disse João Pires:
– “Mediunidade e dinheiro
Não guardam a mesma cor,
Sou médium e quero servir,
Mas só servir por amor.

Anota o que não quer
O ouro na praça,
O povo quer a bondade
E amor na paz do Senhor.

Cá por mim também aprovo,
Mediunidade sem prata,
Tenho medo do dinheiro
Pois dinheiro também mata.

Assim faço o meu registro,
Trabalhar na profissão
E viver na mediunidade
Quando houver a precisão.

Servir a mediunidade
Muita gente é que quer
Cada um em caminho,
Cumpre o próprio dever.

Andar no seu compromisso
Tendo a benção do serviço
E ser médium quando precisa
E crendo como quiser.

Psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier (Chico Xavier) pelo espírito Cornélio Pires.
Mensagem extraída do livro Chico Xavier 416, do Grupo Espírita da Prece Chico Xavier.
Link da Página: http://www.grupoandreluiz.org.br/ler_materia.php?id=56
(Publicado em 06/04/2009)
 
« Voltar
 
By: DF7 Digital Solution
3 usuários online.
GRUPO IDEAL
IDEAL Editora | IDEAL Ipiranga | IDEAL Areião | Espaço Cultural Chico Xavier
CHICO XAVIER
Casa de Memórias e Lembranças | Mausoléu | Chico Responde l Orientações | Ensinamentos
CONTEÚDOS
Biografias | Mensagens | Matérias | Agenda | Fotos | Calendário | Livraria Virtual | Contatos
Grupo IDEAL André Luiz © 1999/2014 IDEAL
Grupo de Ideal Espírita André Luiz
Todos os Direitos Reservados